Odeio-te tela de jardim. Que tenhas um mau ano.

Talvez o título tenha estragado a surpresa, mas eu não sou o maior fã de tela de jardim do mundo.

O que é a mal-afamada tela de jardim?

É esta porcaria assim:tela de jardim

Há umas telas de jardim em plástico, outras numa espécie de tecido, mas são todas tão úteis como lingerie num convento de freiras.

Espera, internet, se bem te conheço, retiro o que disse. São tão úteis como uma faca de carne num restaurante de sushi. Ou como pauzinhos chineses nas minhas mãos. Isso. Escolho esta última analogia.

O que é suposto a tela fazer?

Pelos vistos, “ajuda” de várias maneiras:

  1. Mata as ervas daninhas
  2. Elimina as pestes
  3. Guarda os nutrientes
  4. Impede o aparecimento plantas invasoras
  5. Embeleza o jardim ou canteiro da horta
  6. Torna mais fácil a organização do canteiro

O que na realidade faz

Para cada uma das “ajudas” vamos ver o que se passa na realidade:

  1. Mata o solo. Mata as bactérias que precisam de respirar,  mata os sistemas de raízes, mata tudo. Solo morto, que bom.
  2. Sei que elimina as minhocas, e elas são bem amigas do hortelão.
  3. Treta. Grande treta. Quando muito, por interromper os ciclos do azoto e do oxigénio, acaba é mais depressa com eles.
  4. Sim, quando calha. Normalmente as ervas daninhas são fortes o suficiente para romperem, ou simplesmente crescerem em cima.
  5. Fica muito lindo, um pedaço enorme de plástico preto no meio de um quintal. Parece um saco do lixo.
  6. Supostamente, fazem-se uns furinhos onde pensamos que vamos meter as plantas. Tudo bem, e para o ano? As mesmas plantas no mesmo sítio? A mesmíssima quantidade? Hum… Não há rotação de culturas?

Isto quando corre bem. Quando não se rompe nos sítios errados, quando não se começa a desfazer e a deixar vestígios no solo…

Alternativas

  1. Acolchoado. Um acolchoado (manta, mulch) é o produto original, e é um milhão* de vezes melhor. Pode ser de palha, ou de ramos, ou até de cascas de árvore, depende para o que se quer. Atenção que muitos desses de casca de árvore que se vendem por aí estão cheios de químicos para matar as ervas daninhas. Quer dizer, não são químicos mesmo, são produtos químicos. Os químicos são boas pessoas.
  2. Nada. É prefererível não colocar nada na terra, do que colocar uma tela de jardim.
  3. Acolchoado. Não sei se já disse, mas os acolchoados fazem muito bem. Afastam só as pestes e ficam mais bonitos.

acolchoado

Quem gostar de tela do jardim, não clique nos botões para partilhar. Por favor. Não este ano. A sério. Não cliquem. Obrigado.

* Número aproximado.

8 Responses

  1. Maria diz:

    Eu só queria mesmo era partilhar isto na página dum amigo no FB. Os amigos são para as ocasiões, e esta é uma boa ocasião para ajudar alguém a entrar no bom caminho do acolchoamento. Bem, vou tentar mandar o link.
    Continuem! Não só pelos conselhos práticos, mas também pelo humor.

  2. Vasco diz:

    Obrigado pela partilha e pelo comentário, Maria.
    Quanto ao amigo, preste bem atenção ao que a Maria lhe diz. Ela tem bom gosto, basta ver pelos sites onde comenta 🙂

  3. nuno diz:

    Discordo 🙂 uso e digo bem da tela textil, não gosto da plástica pelas razões que apontou, mas acho que a textil não produz tantos danos. Quando acaba a época das culturas de Verão, retiro a tela, cavo a terra e semeio favas ou tremocilha para que a terra não sofra a tal ”desertificação”. Neste momento (Abril) enterrei a tremocilha e adicionei 40kg de corretor à base de calcário e magnésio e deixarei 2 semanas ”arejar”, se possivel revirando ao fim da 1ªsemana…são estes cuidados que tenho e tem corrido bem. Parabéns pelo seu espaço!!tem otimas dicas.Saudações

    • Vasco diz:

      Nuno, obrigado pelos comentários.
      É bem verdade que a tela têxtil não é tão má como a plástica, quer em termos de respiração da terra, quer em termos de resíduos no solo. Compreendo que a use, e há várias razões para a usar (é usada de forma profissional na agro-indústria).
      No entanto, prefiro sempre usar soluções biológicas como o acolchoamento. Quanto ao uso de corretores de PH, para mim basta guardar o carvão e a cinza que restam dos churrascos. Mas vivo num local com bom solo. Por exemplo, na maior parte do Brasil há problemas de acidez subsuperficial, e pouca retenção de humidade. Eu aconselho vivamente enterrar lenha, pois ajuda a reter a humidade e a corrigir o PH. O meu próximo artigo vai falar sobre isso mesmo.

  4. JPC diz:

    Excelente artigo, obrigado pelas dicas, e parabéns pelo site, já tem mais um subscritor! A propósito de acolchoamentos, tenho visto também canteiros com pedras, com a terra em volta das plantas coberta de seixos rolados, e não são propriamente pequenos… É uma prática aconselhável?

    • Vasco diz:

      Estamos aqui para agradar. 🙂 Quanto aos seixos como acolchoamento, sim, é uma prática que não faz mal nenhum.

      Resposta mais longa:
      Os seixos não são prejudiciais, ficam bem num jardim e até trazem algumas proteções ao solo. No entanto, um acolchado biodegradável (como cascas de árvores) é ainda melhor, porque tem capacidade de retenção de água, e eventualmente vai enriquecer o solo. Não devemos ainda esquecer que os seixos são mais pesados do que o solo, o que dificulta a sua tarefa de acolchoar.

  1. 4 Abril, 2015

    […] Querida internet, Hugelkultur é basicamente madeira enterrada. E isso importa, porque fizeste um comentário sobre o solo no artigo da tela de jardim. […]

  2. 18 Maio, 2015

    […] – Tu já regas muito à noite. Ou julgas que eu não sei a que horas chegas dos bares? Além do mais, se regares à noite, os caracóis consolam-se. Fica a terra molhadinha, tal como eles gostam. Para caracóis já me bastas tu, que és lento a aprender. Aposto que já nem te lembras que o acolchoado também ajuda na rega. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *