O zen de como regar

– Já te disse que não se rega todos os dias! NÃO!

Calma, não posso deixar o aprendiz ver-me fora do estado zen.

– Jovem aprendiz, a natureza sobrevive sem o homem, o homem é que não sobrevive sem a natureza. (som de gongo, epifania)

zen

– Mas dizem que se deve regar um pouco todos os dias, mestre!

– Quando se rega um pouco todos os dias, a água não chega ao solo mais profundo, as raízes das plantas não procuram água e ficam muito superficiais. Por outro lado, se se regar muito todos os dias, as raízes apodrecem.

Como regar então, mestre?

– Deve-se regar com muita água, de longe a longe. O “muita água” e o “longe a longe” dependem do tipo de solo, da planta, do calor. Usa um olhómetro para decidires se a planta precisa de mais água.

A que horas se deve regar, ó iluminado?

regador– De manhã, cedo.

– Mas, mestre, dizem que à tardinha, ou…

– DE MANHÃ, CEDO! (som de gongo a estatelar-se no chão, cacofonia)

– Mestre, porque perdesteis a calma?

– Olha lá, ó gafanhoto, és tu que me tiras do sério. Se eu disse que é de manhã, levantas o teu rabo da cama e vais regar, mainada! Se regares ao meio-dia, que é quando costumas acordar, evapora-se metade da água.

– Mil perdões, mestre. E à noitinha, não posso regar?

– Tu já regas muito à noite. Ou julgas que eu não sei a que horas chegas dos bares? Além do mais, se regares à noite, os caracóis consolam-se. Fica a terra molhadinha, tal como eles gostam. Para caracóis já me bastas tu, que és lento a aprender. Aposto que já nem te lembras que o acolchoado também ajuda na rega.

-Obrigado, mestre. Agora já sei tudo o que preciso para regar. Ohmmmm

– Não sabes nada! Por exemplo, nas plantas acabadas de semear e nos rebentos esta regra não se aplica. Além disso não falámos de regadores, mangueiras, regos…

– Ohmmmm.

6 Responses

  1. Daniel diz:

    1 – Já existem resultados desta “técnica” com coberturas de plástico (seria exclusivamente para as plantas que queremos)
    2 – Dá com todas as plantas?
    3 – de quanto em quanto tempo se deve “desfazer” os amontoados?
    (Subscrevi a sua newsletter ontem e gostaria de ir debatendo “ideias” consigo.
    Aguardo resposta
    Daniel Alves

    • Vasco diz:

      Olá Daniel,
      Penso que o seu comentário era para o artigo sobre tela de jardim.
      De qualquer das formas aqui ficam as respostas:
      1 – Não se deve usar coberturas de plástico no geral, mas há plantas que se adaptam bem.
      2 – No entanto, a maior parte não gosta, e a longo prazo acaba por empobrecer o solo.
      3 – Os acolchoados não se “desfazem”. Podemos no entanto colocar mais acolchoado por cima do antigo, conforme ele se transforma em húmus e depois em solo do mais fértil e solto que há.

  2. monte diz:

    : D muito obrigada, dúvida sobre o horário e quantidade das regas ficou esclarecida!

  3. ora bem! que luxo 🙂 vou voltar aqui que bem preciso destas dicas preciosas de mestre para o meu quintal!
    tenho um site a começar agora, com muitas coisas à porta da colheita 🙂
    Não deixe de visitar oh mestre, por favor!
    Ana Carvalho

  4. Vasco diz:

    Ana, fui visitar e o site estava vazio. Muito bem, o mestre diz que essa é a forma correta de começar. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *