As melhores plantas para uma horta de apartamento

Viver num apartamento e ter uma horta não é algo incompatível. E também não é nada que dê muito trabalho. Requer apenas algum planeamento na escolha do que vamos plantar. Há plantas cuja inviabilidade num espaço pequeno é óbvia. Por exemplo, uma abóbora, principalmente daquelas espécies maiores, com mais de 20 kg cada uma. Quando os vizinhos vissem a rama a transbordar pela varanda chamavam logo um daqueles exploradores de catana, tipo Roberto Ivens e Serpa Pinto, para porem o mapa da vizinhança um pouco mais cor-de-rosa.

Mas há outras plantas que podemos ter com bastante facilidade, até mesmo sem varanda, só no parapeito da janela.

Comecemos por essas:

Ervas aromáticas

ervas aromáticas na janelaEstão em todos os hipermercados, entre 1€ e 4€, pequenos vasos com orégãos, manjericão, coentros, e outras que tais. Quando há pressa, compra-se isso, e é só regar (de dois em dois dias, é a nossa recomendação aqui no hortar), e temos ervas aromáticas frescas para muitas refeições. Quando há mais tempo que dinheiro, o melhor é gastar 1€ (no máximo!) num pacote de sementes e arranjar um pouco de terra/adubo e meter algumas sementes lá. Poucas sementes dão plantas que chegue. Aliás, se num vaso pequeno (desses, do hiper) tivermos mais que quatro pés de orégãos a crescer, eles vão definhar, pois não há nutrientes para todos. O melhor é arrancar os mais fraquinhos e deixar poucos pés a crescer. Um ou dois não é pouco. Mais do que cinco é sempre mau.

Flores

flores na varandaSim, não me enganei. As flores pertencem ao jardim, mas também podem estar presentes nas hortas. Quer como alimentos (está cada vez mais na moda), quer como plantas companheiras das outras. Mesmo que não se comam as flores, nem só de pão vive o homem. As flores são comida para a alma. Umas flores para ter em casa ou para oferecer são sempre uma boa adição a qualquer horta, seja ela de varanda, ou de quintal. Nastúrcio, violeta, borragem, amor-perfeito e calêndula, são todas flores lindíssimas, com sabores muito variados, comestíveis e com boas propriedades nutricionais. Há quem prefira um ramo de rosas, mas também há quem prefira um vaso.

Alfaces

alfaces em vasosAs alfaces já são um pouco maiores, mas cabem bem numa horta de apartamento. São plantas que podemos ir cortando as folhas (cortar pela base, não arrancar) que elas vão crescendo sempre. Uma espécie de plantas infinitas. Mas não são. Acabam por deitar semente e morrer. Mas dão muita folha até isso acontecer. O mais fácil é comprar os pés de alface na feira e metê-los assim à terra. Aqui no hortar gostamos de fazer à boss, e começamos as alfaces de semente. É mais barato, mas dá muito mais trabalho (às vezes compramos pés, mas não digam a ninguém). De qualquer das formas, é sempre mais agradável, relaxante e barato, do que ir aquelas vezes todas ao hiper.

Tomates

Nós aqui somos fãs do tomate. Não daquele que canta “A gente se vê depois da chuva”.

Canta bem, mas não é desse que somos fãs. É daqueles frutos espetaculares que alegram qualquer salada. Há os cereja (tantas variedades), os coração-de-boi, os pera, os que são doces, os amargos, os amarelos, os brancos (!), os roxos, os que têm um travo delicioso a terra e há ainda os que nem sequer parecem tomates. Ora, se o espaço for mesmo pequeno, dá pelo menos para ter um vaso com umas estacas pequenas e uma variedade qualquer de tomate cherry (cereja). Além de sair mais barato do que comprar na loja, os tomates arrancados do tomateiro diretamente para o prato têm um sabor muito mais intenso. Também se tratam de plantas fáceis de cuidar, se bem que há alguns que é preciso “capar”.

tomates em vasoEm breve iremos ter aqui um artigo no hortar dedicado especificamente ao cultivo do tomate.

Mais

O feijão-verde tem um efeito estético muito apelativo. No ano passado tive uma variedade que dava uma flor branca, e outra que dava uma flor vermelha. O feijão pede é algo onde se enrolar.

horta de apartamentoDigam aí nos comentários que outras plantas são boas para hortas em apartamentos.

Podemos sempre inspirar-nos nas soluções engenhosas que algumas pessoas conseguem encontrar, como por exemplo ir para o telhado do prédio, ou pedir na reunião do condomínio para lotear um pouco do relvado para hortas. Presto, terreno gratuito. Mas isso já é outra história!

You may also like...

5 Responses

  1. Luís diz:

    Malaguetas! Até ficam bem bonitas, num vaso na varanda. Tenho quem me arranje sementes de malaguetas diferentes, e já tenho plantas de espécies diferentes. Adoro tudo o que seja picante na comida!

    • Vasco diz:

      Olá Luís, eu também gosto de malaguetas. É bem visto, malaguetas na varanda. Eu por acaso tenho-as cá fora, 3 plantas no chão, e 2 em vasos. Tenho que ver se arranjo mais 🙂

  2. Sofia diz:

    Espargos? é mesmo uma pergunta. já tem um mês que semeei espargos em copinhos de café descartaveis. estão na varanda, a crescer a olhos vistos. descobri recentemente que demoram três a dar “fruto”. não sei até quando vou conseguir mantê-los na varanda. têm sol todo o dia e não se tem queixado. estou ansiosa para colocá-los em canteiros mas tenho receio de os estragar… qual a altura mais indicada (tempo de crescimento/tamanho)?
    Cumprimentos.

    • Vasco diz:

      Olá Sofia, os espargos são uma planta diferente, porque se bem cuidados, um canteiro pode dar 20 ou mais anos de produção. São muito difíceis de ter num apartamento. Precisam de pelo menos 3 anos, em solo bem arejado e húmido antes de podermos começar a cortar. Quanto à última pergunta, depois de semear, demora mais ou menos 3 semanas a germinar e depois mais 3 meses para atingirem o tamanho ideal para transplantar. Quando os transplantar, cubra com mais 5 cm de solo, de forma à planta ficar mais enterrada do que o que estava. Obrigado pelo comentário e boa sorte!

  1. 8 Julho, 2014

    […] source […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *